terça-feira, 2 de setembro de 2008

VILA SECA - ARMAMAR

(Entrada do antigo Hospital de Vila Seca, actual Lar de S. José)



(Entrada de Vila Seca)

(Imagem de Nossa Senhora)


(Placa indicativa do Lar de S. José em Vila Seca)


(Placa indicativa de Vila Seca, junto aos Paços de Concelho em Armamar)


( Edifício dos Paços do Concelho - Armamar)



(Torre da Igreja de Vila Seca)



(A minha escola primária - Vila Seca)



É chegado o momento de falar e "mostrar" Vila Seca de Armamar.

A minha vontade de aqui escrever sobre Vila Seca, remonta à data da criação deste blogue, mas razões que agora não interessam têm atrasado o assunto.

Vila Seca é uma freguesia do concelho de Armamar, de onde dista cerca de 4 Km, tendo como sede de distrito Viseu.

Tem como área territorial, pouco mais de 11 Km2 e em 2001 a sua população era de 483 habitantes.

O Divino Espirito Santo é o seu padroeiro. As principais festividades anuais são em honra do Santissimo Corpo de Deus, Nossa Senhora do Leite, e S. João.

Segundo várias referências históricas e escritos existentes, até ao início do Século XIX, Vila Seca foi Sede de Concelho, constituída por uma só freguesia que em 1801 tinha 517 habitantes.

Actualmente, a freguesia de Vila Seca integra também a povoação do Marmelal, lugar que dispõe de muitos motivos de relevante interesse e uma paisagem impar sobre o Rio Douro e vinhedos característicos da região duriense, que justificam uma visita pausada.

Vila Seca, sendo como é, uma freguesia do interior, situada na encosta sul duriense, a sua principal actividade económica assunta na agricultura, com predominância da cultura do vinho e azeite, muito embora existam também outras culturas com alguma relevância como por exemplo a batata, o feijão, a cebola o grão etc. e no dominio das frutas temos ainda as maças, as cerejas e os figos etc.

Foi na freguesia de Vila Seca que foi construído e funcionou durante vários anos o primeiro e único hospital do Concelho de Armamar.

Com um único médico residente ali eram tratados muitos doentes da mais variada patologia desde as ciências médicas às cirurgicas. Dispunha este Hospital de enfermarias para internamento de homens e senhoras, assim como de maternidade e sala de tratamentos em ambulatório onde eram tratados doentes de todo o Concelho.

Recorde-se que o médico, - único médico alí residente - que atendia todos os doentes, com as mais diversas queixas (oftalmologia, ortopedia, obstéricia, medicina, cirurgia, reumatologia etc.etc), era também chamado para observar doentes no domicílio destes, onde se deslocava quando o estado de saúde dos pacientes não permitia a sua deslocação ao hospital. Estas visitas eram efectuadas, muitas vezes, a pé e outras tantas acavalo num cavalo. Convirá referir que não existiam as estradas, vias e meios de comunicação e transporte como hoje existem.

Actualmente, a sede do concelho, Armamar já dispõe de um Hospital concelhio, passando o então hospital de Vila Seca a Lar de Idosos - Lar de S. José - sendo um dos melhores lares para idosos da região.

Vila Seca dispõe de lindas paisagens verdejantes, bons ares e boas águas. Tem também óptimas vistas panorâmicas que se estendem até ao Rio Douro e às Serras do Marão e de S. Domingos.

A igreja matriz, há poucos anos restaurada, de invocação ao Divino Espirito Santo constitui um valioso tesouro pelas suas gravuras e talha dourada.

Como património da Freguesia cabe aqui uma especial referência à Capela de Nossa Senhora do Leite, junto ao cemitério e às fontes do Cimo da Vila e à Fonte Dalém.

As pessoas da Freguesia de Vila Seca caractrizam-se pela sua simplicidade, honestidade, amor à familia, dedicação ao trabalho e gosto de bem receber quem as visita.

Do ponto vista gastronómico, Vila Seca não foge muito do que é tradição na região, são típicos os pratos de: rojões, cabrito assado no forno, bacalhau (de diversos modos), o cozido à portuguesa, e a feijoada, entre outros.

A descrição feita sobre a freguesia de Vila Seca, não se esgota aqui nem sequer é exaustiva, muito pelo contrário, é apenas a invocação de alguns aspectos e referêncas à terra onde nasci e que pretendo constitua uma pequena introdução para uma grande contribuição da divulgação e valorização, histórica e actual, da freguesia de Vila Seca, das suas gentes e modos de vida, das suas origens e tradições, das suas culturas, do seu património, do seu ambiente etc. etc., que espero mereça a atenção dos leitores deste blogue e me seja enviada, através de comentários efectuados directamente no blogue ou para o e-mail: marques.soares1@hotmail.com

13 comentários:

Anónimo disse...

Adorei a maneira como descreveu esta nossa aldeia.Não sou filha da terra, mas sou neta.O meu pai nasceu lá, e essas são as minhas raízes.Estive 6 anos sem lá ir mas ontem, e porque o trabalho assim permitiu,estive lá.Adorei e fiquei emocionada com tudo o que vi e tambem com alguns amigos e familiares.Não desista de divulgar esta nossa terra.Com os melhores cumprimentos:Carla Caria

Marques Soares disse...

Obrigado pelo comentário.
Dados que os seus pais são de Vila Seca, por certo me conhecem e eu os conheço também...
Então foi às festas do "Corpo de Deus" e da "Senhora do Leite"! Pelo que sei decorreram com muito civismo e animação.
Eu não estive presente e por isso não tenho qualquer imagem para publicar, caso tenha alguma foto das festas que disponibilize para publicação no blogue, queira remeter-ma para o "e-mail.
Marques Soares

Anónimo disse...

bem como nao podia deixar de ser... eu estive na festa e se desejar as fotos da festa é só dizer...eu como bom filho da terra e de raizes muito profundas desta tao famosa terra (neto do senhor Soares, filho do "Luisinho")...

se quizer as fotos é só dizer...

marques.soares@hotmail.com disse...

Obrigado pelo comentário.
Na verdade, todos os comentários recebidos neste "blog" têm merecido a minha consideração, contudo, devo referir que este comentário tem para mim um significado muito especial porquanto se o Senhor Soares e o "Luisinho" são as pessoas que eu presumo que são, são meus primos em segundo e terceiro grau, respectivamente e, sendo assim, o autor do comentário - que ainda não tenho o prazer de conhecer pessoalmente - é meu parente!... Curioso não é?...
Quanto às fotos da festa, é claro que as quero... O meu "e-mail" já consta neste "blog", mas aqui fica mais uma vez: marques.soares1@hotmail.com
Um abraço para si e seu pai (pessoa que muito estimo e respeito e de quem já tenho saudades porque há alguns anos que não o vejo nem falo com ele).
Marques Soares

Anónimo disse...

como prometido ja enviei as fotos.. continuaçao de boa noite...

Marco Pinheiro =)

Marques Soares disse...

Obrigado Marco Pinheiro pela sua resposta, especialmente pela brevidade da mesma, mas por qualquer motivo - que desconheço - até ao momento não recebi qualquer foto.
Cumprimentos,
Marques Soares

coura disse...

saudações da freguesia de coura.
foi com muito agrado que constatei que o poder da historia e das raizes sociais prevalece sobre outros aspectos que confundem a realidade.estamos hoje, por isso, num tempo de reconhecimento daqueles que tanto trabalharam em prol de uma freguesia.é notorio o interesse das novas geraçoes naquilo que se ergueu ao custo do suor de grandes homens e mulheres que viveram no passado deixando uma historia digna, da qual , hoje nos sentimos orgulhosos de mostrar ao mundo... ainda que por mais pequena que seja, ela prevalesse.
cumprimentos caro amigo pelo blog, e fica o repto de tambem divulgar a freguesia de coura. obrigado www.freguesiadecoura.blogspot.com

Marques Soares disse...

Obrigado pelo comentário e retribuo as saudações para a Freguesia de Coura e suas gentes.
Na verdade a Fregusia de Coura, do Concelho de Armamar, merece aqui também o meu registo e o meu apreço, não apenas porque é uma Freguesia muito bonita, com bonitas paisagens, marcas e registos históricos - não posso esquecer que é da Serra de Coura que vem a água para Vila Seca - mas principalmente porque tenho o prazer de ter muitos amigos naturais de Coura, como por exemplo o Nelson, o António Cruz, o António Bernardo, o João, o Zé Verissímo, o Baltazar, o Zé Maria, o Elísio, o Armando e outros...
O repto de divulgar a Freguesia de Coura foi aceite... Em breve falarei de Coura neste blogue.
Já visitei o teu Blog e gostei, por isso os meus parabéns!
Cumprimentos,
Marques Soares

Conversas... disse...

Olá
Sou de outra Vila-Seca, a de Condeixa. Gosto de saber das outras Vilas-Secas de Portugal, é bonita a maneira como escreve sobre a sua terra.
Aproveito para divulgar o nosso blog; http://aquihaconversas.blogspot.com
Obrigada pela atenção
Maria da Conceição Alves

Anónimo disse...

Obrigado, Maria da Conceição Alves.
Prometo que em breve vou visitar o seu blog... e sempre que queira não exite em comentar ou enviar sugestões.
Marques Soares

Antônio disse...

Prezado, escrevo do Brasil para elogiar o blog. Sou filho de português nascido em Vila Seca de Armamar e fiquei emocionado com as imagens e descrição da região.
Meu pai migrou para o Brasil na década de 40 e todos os seus irmãos o seguiram, assim como meus avós. Meu pai Alcides, filho de José Fernandes e Maria Emilia Mendes Feijó.
Certamente aquela época era um tempo diferente de hoje quando pouquíssimos portugueses partem para o Brasil.
Só achei importante registrar minha satisfação em ver as terras de meu pai e familiares.
Parabéns pelo trabalho.

maria clara disse...

Nasci em Vila Seca de Armamamar e a verdade é que , embora viva aqui há longos 56 anos, meu coração ainda está junto às minhas lembranças da infância!!!!
Estive nesta aldeia tão querida há 9anos atrás e tdo volta num simples olhar...
Foi mto bom rever a minha terra!!!
Obrigada

Henrique Um Menino Muito Especial disse...

Olá,sou brasileira,mas morro de vontade de conhecer Vila Seca,terra de mau avo paterno.Cresci com ele me contando historias de sua terra,vendo as fotos parece que ja conheço a cidade.Adorei o blog,parabéns !